segunda-feira, 9 de maio de 2011

O que eu também não entendo..

Com um simples pedaço de papel e uma caneta qualquer, eu me pego sempre a escrever as emoções sentidas pelo meu frágil coração.Pra mim, o amor é algo indescritível, mas mesmo assim eu busco maneiras para que ele possa ser descrito.A mais fácil delas é pensar em ti, lembrar de ti.Queria eu que fosse considerada uma boa maneira o que se encontra em meus pensamentos.A noite vem se aproximando e com ela as recordações ruins, a depressão.Essas enojáveis lembranças vão alfinetando pouco a pouco meu coração.Quando estou em seus braços, eu esqueço da vida, meus problemas , junto aos seus defeitos adormecem repentinamente.Pena que quando me soltas eu sinto a dor me alfinetando muito mais forte do que antes.Com muito mais intensidade ainda.Fazendo doer cada vez mais.Causando pressões e fazendo com que as lágrimas rolem sem parar.Muita das vezes tudo faz com que eu me lembre de você.Pois mesmo que eu mostrando que contigo não mais me importo para as pessoas o que eu sentia era intenso demais para acabar do nada.Ou eu realmente não consigo mentir. Eu tento enganar e iludir as pessoas dizendo que te esqueci.Mas, para o que mais sofre – o meu coração – não tem como mentir, ou enganar.Vou levando a vida com as feridas, com as mágoas. 

Um comentário:

  1. Você só pode estar tentando me descrever.
    Ficou ótimo!!!

    ResponderExcluir